Em-Sorocaba,-praticantes-de-yoga-fazem-exercícios-na-companhia-de-gatos
Em Sorocaba, praticantes de yoga fazem exercícios na companhia de gatos
22 de fevereiro de 2017
cafe-com-gato-campinas
Cafeteria Café com Gato em Campinas
10 de maio de 2017
Exibir Tudo

Café com Gato: o primeiro cat café no Brasil

2016-05-10-16-26-44262_mmo6264

Crescendo por toda a Europa, os Cat Cafés são estabelecimentos que funcionam como uma cafeteria, mas possuem uma característica que faz a diferença: gatos circulando entre os clientes. Em Sorocaba, São Paulo, temos algo parecido com isso: o Café com Gato, primeiro cat café do Brasil.

O amor pelos bichinhos acompanha a empresária Fabiana Ribeiro desde a infância, quando ela e o irmão levavam gatos vira-latas para a casa, sendo recusados pelo pai dela. Depois de ouvir uma porção de “nãos”, um gato finalmente conseguiu entrar na família: o Frederico. Após a morte do bichano em 2006, outros tantos cruzaram seu caminho e ela se viu apaixonada por animais.

Com a alma de cat lover, o resultado não poderia ser outro, a não ser um café repleto de gatos: Chocolate, Milk, Mocaccino, Capuccino, Espresso, Pingado, Chantilly, Canela, Vanilla e Bombom, uma SRD especial que é paraplégica.

Fabiana ainda mantém outros dez felinos em casa, sendo a maioria vira-latas. A ideia de abrir a cafeteria veio após um episódio curioso: na empresa que trabalhava havia uma gata resgatada, a Neguinha. Quando deixou de ir a uma reunião para levar a mascote no veterinário por uma emergência, recebeu o insight que mudou sua vida. “Já estava infeliz com aquela rotina de emprego e foi durante o tratamento da Neguinha que eu pensei que se eu gosto tanto de gato, deveria fazer alguma coisa que os envolvesse”, disse.

Mas a vigilância sanitária brasileira não permite qualquer animal em ambientes com comida e esse é o principal fator que impede os cats cafés no país. “Um dia eu estava comendo num restaurante e lá tinha um aquário, então pensei em fazer exatamente isso, só que sem peixes”.

Depois de vender sua casa, seu carro e fazer empréstimos, a cafeteria foi aberta no dia 8 de maio de 2014, depois de uma longa trajetória atrás do lugar perfeito para acomodar clientes e animais, incluindo o aquário: um vidro onde os clientes assistem o que eles estão fazendo. O lugar tem bastante espaço e dá acesso a um quintal onde os gatos circulam tranquilamente.

Porém, com toda essa paixão, ela não permite que os clientes cheguem até os animais e justifica: “Não mudo essa postura primeiro porque penso no bem-estar dos gatos. Também nunca estive nos cafés do exterior, mas eles não permitem a entrada de crianças e aqui acho que isso não seria legal, elas gostam muito de ver.”

Ela ainda explica que muitas coisas não acontecem quando os humanos querem e sim quando os gatos querem. Muitas pessoas entendem a lógica, mas não todas, então poderia causar situações constrangedoras, uma série de problemas e até mesmo processos ao estabelecimento.

Nos cat cafés internacionais há regras que também não permitem que os clientes se aproximem, embora os gatos circulem livremente. Não pode acordá-los, fazer carinho ou alimentá-los sem que eles te procurem. É importante não colocar os bichos em ambientes estressantes ou desconfortáveis, então cabe a nós esta reflexão.

Para quem tem medo, repulsa, ou qualquer coisa do tipo com gatos, é aconselhável o passeio. Como não há contato com os animais, dá para observar seu comportamento e, quem sabe, se apaixonar por eles. Se for o caso, Fabiana permite que a graciosa Sphynx Milk se aproxime do cliente que estiver disposto a amar os felinos.

Outra coisa bacana é participar do sorteio da Yoga com Gatos, que funciona assim: a cada R$ 30 em compras, você ganha um cupom para concorrer a uma aula de ioga na companhia dos gatos.

O café também está dando os primeiros passos para se tornar uma franquia. A gateira assídua tem um amor tão grande pelos bichos que seu marido brinca que ela só abriu o local, para poder acolher ainda mais gatos.

Matéria: Desbravando o Mundo